« Voltar
ROSA LOBATO DE FARIA

 

[N.Lisboa, 20-4-1932- m.Lisboa, 2-2-1910]

 

 

Rosa Maria de Bettencourt Rodrigues Lobato de Faria, foi poetisa, romancista, argumentista, cronista e actriz de teatro, cinema e televisão, sendo igualmente autora de letras de canções e fados. Começou a escrever poesia aos seis anos de idade. Letras de sua autoria foram premiadas, por quatro vezes, em festivais da canção. Tem, ainda, duas representações no Festival OTI e no Festival das Sociedades de Autores de Salónica. Obteve também um prémio da «Grande Marcha Popular de Lisboa». É autora de duas telenovelas, «Passarelle» e «Telhados de Vidro», e de quatro séries para televisão, «Nem o Pai Morre...», «Pisca-Pisca», «Tudo ao Molho e Fé em Deus» e «Trapos e Companhia». Para o teatro elaborou uma adaptação da peça de Júlio Dantas, A Severa. Desenvolveu a sua actividade por diversas áreas da cultura, tendo colaborado, entre outras publicações, na Revista da Sociedade Portuguesa de Autores, no Mundo Feminino e na Máxima, onde veio a publicar um conto de Natal. Tem crónicas e contos dispersos por vários órgãos de comunicação social. Auutora de diversos livros infantis, está traduzida em Espanha, França e Alemanha e representada em várias colectâneas de contos, em Portugal e no estrangeiro. Em 2000, obteve o Prémio Máxima de Literatura.

 

Dicionário Cronológico de Autores Portugueses, Vol. VI, Lisboa, 1999
« Voltar