« Voltar

Asas, 1952

Nós, os Loucos, 1953

A Liturgia do Sangue, 1963

Azul Existe, 1964

Tempo da Lenda das Amendoeiras, 1964

Adereços Endereços, 1965

Insofrimento in Sofrimento, 1969

Fotos-Grafias, 1970

Cancioneiro da Esperança, 1971

Resumo, 1971

As Portas Que Abril Abriu, 1975

O Sangue das Palavras, 1978

20 Anos de Poesia, 1963-1983

VIII Sonetos de Ary dos Santos (Poesia), 1984

As Palavras das Cantigas, 1989

Obra Poética, 1994

« Voltar