Não torna atrás a negregada prole
      Nascida de Saturno,
Nem todos deuses implorados volvem
      Quem foi à luz que vemos.
Moramos, hóspedes na vida, e vamos
      Por força despedidos,
À noite donde viemos perder o dia.
16 - 11 - 1923

In Poesia , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, 2000
Ricardo Reis
« Voltar