Tal é a confiança que te inspira
Estes reis, estes povos, esta gente,
Que é para o céu que apela e se retira
Tua alma já de triste e descontente.

Mas Deus então seria ou importante
Ou seria um Deus bárbaro: mentira!
Não pode suspirar eternamente
Quem há já tantos séculos suspira.

Vai ganhando terreno a luz brilhante,
Luz toda liberdade e toda amor
Que há-de salvar o mundo agonizante.

A palavra, esse Verbo criador
Há-de fazer que um dia, e não distante,
Só o nome de império inspire horror.

 


In Elegias
João de Deus
« Voltar