Grande diálogo será esse contigo
quando de todo recolheres
a linha dos meus dias
e eu for varar na tua face
com o meu cumprido olho de peixe
Aceita eu ser uma só palavra
e  nela  todo  dizer-me
Talvez então eu  sinta
no compromisso do olhar
que já te conhecia c nenhuma outra praia
para o meu  coração  via
Mas eras ou não eras pescador
grande demais para dois olhos
que só a tua ausência enchia?
Recebe no teu mar senhor
meu íntimo destino de algas e de escamas

 


In Aquele Grande Rio Eufrates
Ruy Belo
ESCATOLOGIA
« Voltar