Porque quereis, Senhora, que oferea
a vida a tanto mal como padeo?
Se vos nace do pouco que mereo,
bem por nacer est quem vos merea.

Sabei que, enfim, por muito que vos pea,
que posso merecer quanto vos peo;
que no consente Amor que em baixo preo
to alto pensamento se conhea.

Assi que a paga igual de minhas dores
com nada se restaura; mas deveis-ma,
por ser capaz de tantos disfavores.

E se o valor de vossos servidores
houver de ser igual convosco mesma,
vs s convosco mesma andai d' amores.

Luís Vaz de Camões
[PORQUE QUEREIS SENHORA QUE OFEREÇA]
Voltar