Neste dia de tristeza
Em que a chuva começou,
Quero dizer-te a verdade
Porque mentir acabou.

Não foi verdade eu amar-te
Quando disse que te amava,
Mas amo agora deveras,
Sou hoje quem se enganava.

Juras falsas as que fiz.
Mas hoje verdades são.
Eu quero ser infeliz
P’ra saber que há coração.

9 - 1930

In Poesia 1918-1930 , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2005
Fernando Pessoa
« Voltar