Vendi o meu realejo,
E já não tenho razão.
Maria, dá-me esse beijo
Que me chega ao coração.

O amor é melhor que as árias,
Mesmo que seja a fingir.
As consequências são várias
E tudo se leva a rir.

Percalços da desventura...
Mas, ao menos, □

25 - 12 - 1930

In Poesia 1918-1930 , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2005
Fernando Pessoa
« Voltar