Um rosto de mulher 
é o meio que o coração encontra 
para manter a sua sede. 

Um chá, uma flor, uma paisagem, 

uma romã aberta, 

desaparecem na sombra 
se não houver um rosto de permeio. 
 
Não te queixes 
do que supões ausência. Por agora 
és tu que manténs o movimento. 

Sem isso 
nem o coração mais pulsaria. 


In E NO ENTANTO MOVE-SE , Quetzal Editores, 1995
Egito Gonçalves
[[UM ROSTO DE MULHER]]
« Voltar