Correm-me menos tristonhos
Meus dias, dia por dia,
Mas faz-me falta nos sonhos
A antiga melancolia.

Como onda com onda liga
No mesmo curso de água,
À minha tristeza antiga
Sucede uma nova mágoa.

Como de uma ânsia que cessa,
Ainda a mais infinita,
Tristeza que não começa,
Saudade de ‘sperança, aflita.

5 - 10 - 1927

In Poesia 1918-1930 , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2005
Fernando Pessoa
« Voltar