Noite!
Noite rasgando o caminho
Por onde descalša apago
Estrelas no meu destino!


           Noite!
Noite de bocas escuras!
Famintas de criaturas
Que sem se verem, e sentirem,
levam o mesmo descaminho.

 


In Rio de Nuvens
Natália Correia
NOITE!
ź Voltar