Mil vezes se move meu pensamento
a louvar o branco rosto cristalino,
a trana dos cabelos de ouro fino,
o claro e mais que humano entendimento

que, com brando e suave movimento,
pudera romper um peito diamantino,
a graa soberana, o ar divino,
a honesta majestade, o doce acento.

......................................................
as prolas escolhidas orientais
que antre rubis mostrais no doce riso.

Que essa luz, que dos olhos derramais,
o doce resplandor do paraso
pois o demonstrais e dais com claro riso.

Luís Vaz de Camões
[MIL VEZES SE MOVE MEU PENSAMENTO]
Voltar