Se, no que tenho dito, vos ofendo,
no a inteno minha de ofender-vos;
que, inda que no pretenda merecer-vos,
no vos desmerecer sempre pretendo.

Mas meu fado tal, segundo entendo,
que, por quanto ganhava entender-vos,
no me deixa at agora conhecer-vos,
por a mi prprio me ir desconhecendo.

Os dias ajudados da Ventura
a cada qual de si do desenganos,
e a outros soe d-lo a desventura.

Qual destas sirva a mi diro os danos
ou gostos que eu tiver, enquanto dura
esta vida, to larga em poucos anos.

 

 

Luís Vaz de Camões
[SE NO QUE TENHO DITO VOS OFENDO]
Voltar