Olhos de cristal puro que vertendo
esto lgrimas tristes, saudosas,
regando as brancas faces to fermosas
que a luz do sol esto escurecendo.

Espelhos claros, onde se esto vendo
de contino boninas, lrios, rosas:
no so lgrimas, no, mas preciosas
prolas, que de vs esto correndo.

Se em vs consiste meu contentamento,
e glria de meu bem minha alegria
tomar em vs, meus olhos, mantimento,

como consente Amor que noite e dia,
movidos de um ausente sentimento,
faais sempre tristeza companhia?

 

Luís Vaz de Camões
[OLHOS DE CRISTAL PURO QUE VERTENDO]
Voltar