silentes paredes onde a beleza cruel do néon escorre
ao fundo... a porta de madeira um dia será pintada
e do outro lado dela a misteriosa sala vazia
cheia pelo contínuo barulho de aço do exaustor

lá fora começou a chover
parece ter anoitecido de repente... e o Escuro
com o seu brinco de adesivo corre para as crianças
esse cão que detesta gente fora de ritmo

belíssimas paredes nuas
estantes de livros sobre mesas
de madeira espessa que os dedos reconhecem
nalgum sonho de Lisboa... Calçada do Duque 49
Worlds in a Small Room


In O Medo
Al Berto
« Voltar