Na minha via entretida
À beira de precipícios,
Não passam mais que os indícios
De uma imperfeita e dorida
Conclusão entristecida.

Mágoas teus olhos antigos
Mais do que as nuvens esquivos.

Aconteceu no meu Astro
Oiro sobre a minha sorte
Meu nexo ardido de morte
O tanque no alabastro,
Piscina de fantasia
Sobre a minha febre-dia.

Cálida lívida dúvida
Representando sinais
De silêncios outonais
Sobre □


□ espaço deixado em branco pelo autor

23 - 10 - 1915

In Poesia 1902-1917 , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2005
Fernando Pessoa
« Voltar