Um, dois, três...
Pé ante pé...
O que é?
Há só luar
Arvoredo
Um homem a medo
Um dois três
A passar.

Um, dois, três
Outra vez
Pé ante pé
Vai,vêm, vão...
Não virei, por causa do mês,
Apesar de tudo sou marquês...
Um, dois, três
Quem é?
Quem são?


[20-8-1930]

In Poesia 1918-1930 , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2005
Fernando Pessoa
« Voltar