Quando Cristo, Rei da Lei,
Voltou ser, após os três
Dias que Deus deu ou fez,
Viu logo nascer do chão
Quem lhe roubasse o caixão
E disse: Já me enganei.
Adeus, vou morrer de vez!


[23-3-1930]

In Poesia 1918-1930 , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2005
Fernando Pessoa
« Voltar