Oio falar da minha vocao
mendicante e sorrio. Porque no sei
se tal vocao no apenas
uma escolha entre riquezas, como Keats
diz ser a poesia.
Desci rua pensando nisto,
atravessei o jardim, um co
saltava minha frente,
louco com as folhas do outono
que principiara e doiravam
o cho. A msica,
digamos assim,
a que toda a alma aspira,
quando a alma
aspira a ter do mundo o melhor dele,
corria minha frente, subia
por certo aos ouvidos de deus
com a ajuda de um co,
que nem sequer me pertencia.

In O Sal da Lngua
Eugénio de Andrade
OIçO FALAR
Voltar