Cantigas de portugueses 
São como barcos no mar 
— Vão de uma alma para outra 
Com risco de naufragar. 

1934-1935

In Poesia do Eu , Círculo de Leitores, edição de Richard Zenith, 2006
Fernando Pessoa
« Voltar