Agua de fogo sem labaredas
queimas as grades que há nas fronteiras
inundas pontes   praias   falésias

De húmido lume tu me incendeias


In O corpo iluminado
David Mourão-Ferreira
« Voltar