A ũa dama perguntando-lhe quem o matava

MOTE

Perguntais-me quem me mata;
no quero responder nada,
por vos no fazer culpada.

VOLTAS

E se a pena no me atia
a dizer pena to forte,
quero-me entregar morte,
antes que vs justia.
Porm, se tendes cobia
de vos verdes to culpada,
direi que no sinto nada.
 

Luís Vaz de Camões
[PERGUNTAIS-ME QUEM ME MATA;]
Voltar