Altivos pensamentos que tomastes
lugar nesta alma, a males tão sujeita,
já vou dar à ventura a conta estreita
daqueles grandes bens que imaginastes.

Vós, como dela isentos, vos livrastes,
e eu, a quem a razão nada aproveita,
até deixar a sua ira satisfeita,
a pena irei sentir do que alcançastes.

Mas, pois a causa fostes de perder-me,
não me desempareis só, neste estado,
entre tão vário modo de tormentos;

que, na pena maior de meu cuidado,
bem sei que outrem ninguém pode valer-me
senão meus animosos pensamentos.

 

Francisco Rodrigues Lobo
« Voltar