Durmo, remoto; sonho, diferente, 
Meu coração, ansioso e pressuroso, 
Foi entalado num comboio entre 
Os dois vagons do meu destino ocioso. 

In Poesia , Assírio & Alvim, ed. Teresa Rita Lopes, 2002
Álvaro de Campos
« Voltar