Oiço falar onde na rua
Estão parados a falar...
Falem, falem: a fala é sua!
Não sabem que a conversa é nua
Porque a estou a escutar...

Mas afinal não ouvi nada...
Era um conjunto de mais que um
Fazendo a noite conversada...
Gostei de ouvir esse nenhum
Da conversa pegada.

Assim é tudo que há na vida.
Julgamos, só por escutar,
Que há qualquer coisa que é ouvida.
Mas a conversa é só sentida
Sem uma frase a destacar.

6 - 9 - 1934

In Poesia 1931-1935 e não datada , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2006
Fernando Pessoa
« Voltar