rigorosa ausncia receada
de mim sempre, mas nunca conhecida,
saudade outro tempo to temida,
quanto em meu dano agora experimentada:

j rigorosamente comeada
tendes vossa aspereza em minha vida
tanto que temo j que, de oprimida,
sejais com ela mui cedo acabada.

Os dias mais alegres me entristecem;
as noites em cuidados as desconto
em que, sem vs, sem conto me parecem.

Em desejo e esperana as horas conto;
mas com a vida enfim eles falecem.
No me posso valer de assistir pronto

Luís Vaz de Camões
[Ó RIGOROSA AUSÊNCIA RECEADA]
Voltar