Podes chamar-me cisne, ou sombra
desvelada; podes chamar-me
lençol de águas lancinantes,
chifre nupcial.
Não sou senão sobre o teu corpo
um fulgor
de sol ou sangue ou sal.
Eugénio de Andrade
[PODES CHAMAR-ME CISNE OU SOMBRA]
« Voltar