Oh! quo caro me custa o entender-te,
molesto Amor que, s por alcanar-te,
de dor em dor me tens trazido a parte
onde em ti dio e ira se converte!

Cuidei que, para em tudo conhecer-te,
me no faltasse experincia e arte;
agora vejo n'alma acrescentar-te
aquilo que era causa de perder-te.

Estavas to secreto no meu peito
que eu mesmo, que te tinha, no sabia
que me senhoreavas deste jeito.

Descobriste-te agora; e foi por via
que teu descobrimento e meu defeito,
um me envergonha e outro me injuria.
 

Luís Vaz de Camões
[OH! QUÃO CARO ME CUSTA O ENTENDER-TE]
Voltar