Quo cedo te roubou a Morte dura,
nimo ilustre a grandes cousas dado,
deixando o frio corpo assi lanado
em estranha, mas nobre, sepultura!

Desta vida de c, que pouco dura,
todo de sangue imigo j banhado,
por mo de teu valor foste levado
aos campos da imortal vida segura.

O esprito goza da ditosa idade;
e o corpo, no cabendo c na terra,
s aves, que o levassem, se entregou.

Deixaste a todos mgoa e saudade;
buscaste morte honrosa em dura guerra;
deu-te o Tejo, e o Ganges te levou.

Luís Vaz de Camões
[QUÃO CEDO TE ROUBOU A MORTE DURA]
Voltar