Um pouco o inocente, um pouco o antigo, um pouco
      Só o desejado
E há danças longe de onde eu vejo, e perto
De onde vi, errado meu passado
      Que não tive, desperto...
Músicas, tocando num calmo serão louco,
      Choram o seu inquieto agrado.
5 - 3 - 1916

In Poesia 1902-1917 , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2005
Fernando Pessoa
« Voltar