No sou daqueles que ruminam rancor:
meu corao o de uma criana.

In Poemas e Fragmentos de Safo
Eugénio de Andrade
[NÃO SOU DAQUELES QUE RUMINAM RANCOR
Voltar