Sustenta meu viver ũa esperana
derivada de um bem to desejado
que, quando nela estou mais confiado,
mor dvida me pe qualquer mudana.

E quando inda este bem na mor pujana
de seus gostos me tem mais enlevado,
me atormenta ento ver eu que, alcanado
ser por quem de vs no tem lembrana.

Assi que nestas redes enlaado,
a penas dou a vida, sustentando
ũa nova matria a meu cuidado;

suspiros d' alma tristes arrancando,
dos silvos de ũa pedra acompanhado,
estou matrias tristes lamentando.

Luís Vaz de Camões
[SUSTENTA MEU VIVER ũA ESPERANÇA]
Voltar