Estou sentado nos primeiros anos da minha vida
o verão já começou, e a porosa
sombra das oliveiras abre-se à nudez
do olhar. Lá para o fim da tarde
a poeira do rebanho não deixará
romper a lua. Quanto ao pastor,
talvez um dia suba com ele às colinas,
e se aviste o mar.

In O peso da Sombra
Eugénio de Andrade
[ESTOU SENTADO NOS PRIMEIROS ANOS DA MINHA VIDA]
« Voltar