Por um momento, as suas mãos ali pousaram, 
Como aves no ninho. 
Depois abriram-se, e voaram. 
Saberão o caminho? 

In Poesia II - Obra completa , Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 2001
Fernando Pessoa
« Voltar