A perfeio, a graa, o doce jeito,
A Primavera cheia de frescura
que sempre em vs florece, a que a ventura
e a razo entregaram este peito;

aquele cristalino e puro aspeito,
que em si compreende toda a fermosura,
o resplandor dos olhos e a brandura,
donde Amor a ningum quis ter respeito;

s'isto, que em vs se v, ver desejais,
como digno de ver-se claramente.
por muito que de Amor vos isentais,

traduzido o vereis to fielmente
no meio deste esprito onde estais
que, vendo-vos, sintais o que ele sente.

Luís Vaz de Camões
[A PERFEIÇÃO A GRAÇA O DOCE JEITO]
Voltar