A dor dói o boi muge 
Eu digo o teu nome em voz 
Alta pelo sim pelo não e o 
Teu nome identifica a minha 
Solidão a minha morada 
O meu telefone assim 
O teu nome te serve a 
Ti e a mim, a ti te persegue, 
A mim me precede o teu 
Nome que eu pintaria de fresco se não 
Fosse estar terrivelmente preocupado. 
O teu nome onde 
Da guerra me escondo. 


In ALGO PARECIDO COM ISTO, DA MESMA SUBSTÂNCIA , AFRONTAMENTO, 1992
Manuel António Pina
« Voltar