Uma crianša pediu-me esmola na rua
E sorrindo disse-me adeus como se me agradecesse o poder sorrir

Aves negras voaram dos meus cabelos
Que ficaram brancos de tempo Injusto


In Voz Nua , Livros Horizonte, 1986
Matilde Rosa Ara├║jo
ź Voltar