Eu, quando choro,
no choro eu.
Choro aquilo que nos homens
em todo o tempo sofreu.
As lgrimas so as minhas
mas o choro no meu.

 


In Movimento Perptuo
António Gedeão
Voltar