MOTE

Nasce estrela d'alva,
a manh se vem.
Despertai, minha alma;
no durmais, meu bem.

VOLTAS

Meu filho e meu Deus,
Rei e peregrino,
to grande nos cus,
na terra menino:
pois sois pequenino,
no temais a algum;
despertai, minha alma;
no durmais, meu bem.

Pestanas divinas
e debaixo estrelas,
no cubrais meninas
to lindas, to belas.
Abri as janelas
por que tal luz dem;
despertai, minha alma;
no durmais, meu bem.

Vs tendes, Senhor,
o mundo na palma;
vs sois movedor
do frio e da calma.
Mas pois vos encalma
o sol que j vem,
despertai, minha alma;
no durmais, meu bem.

Ovelha que errou,
buscais bom pastor;
mas quem vos deixou
is buscar, Senhor.
Pois de tal amor
tal caminho vem,
despertai, minha alma;
no durmais, meu bem.

Nas calmas estranhas
de areia torrada,
das minhas entranhas
vos farei ramada.
Pois por esta estrada
seguir nos convm,
despertai, minha alma;
no durmais, meu bem.

Ribeiras sombrias
no h nesta terra;
no h fontes frias
que baixem da serra:
pois quem vos desterra
espera tambm.

Luís Vaz de Camões
[NASCE ESTRELA D'ALVA]
Voltar