Alhures a alma peca: o Inferno é o mundo,
Matéria e Forma o eterno fogo são —
Em que a Alma, que pecou no além profundo,
Cumpre o degredo e sofre a punição.
Eterno é o fogo, o mundo, eternas são
As penas dos que neles vão ao fundo.
29 - 1 - 1933

In Poesia 1931-1935 e não datada , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2006
Fernando Pessoa
« Voltar