Vieste manso
denso
com pequenas palavras
encontradas
no acaso dos sonhos

Vieste rindo
com novas invenções
a respeito de mãos
frutos carícias

Vieste distraído
mas grave e cheio
do pudor de sentir

Vieste e ficaste
deitado na minha mágoa
como quem goza o sol
na praia abandonada

Vieste
por que eu fosse.


In As Pequenas Palavras
Rosa Lobato de Faria
[VIESTE MANSO]
« Voltar