A tua saia, que é curta,
Deixa-te a perna a mostrar.
Meu coração já se furta
A sentir sem eu pensar.

1934-1935

In Poesia do Eu , Círculo de Leitores, edição de Richard Zenith, 2006
Fernando Pessoa
« Voltar