Inglória é a vida, e inglório o conhecê-la. 
Quantos, se pensam, não se reconhecem
      Os que se conheceram! 
A cada hora se muda não só a hora
Mas o que se crê nela, e a vida passa
      Entre viver e ser.

 

26 - 4 - 1928

In Poesia , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, 2000
Ricardo Reis
« Voltar