Hoje tentei escrever, mas descobri
Que da mente de mais tinha esperado;
Não julguei tão confuso e perturbado
Meu pensamento já. Enlouqueci.

Sem ideias, na razão mutilado
De tão gasta, de tão cansada em vão,
Sofro com a luz e fico em solidão,
Pois que o amor dos homens me é negado.

Trabalho, mas não consigo pensar.
Meu pensar delira e cai num sonhar
Como drogado em mágica poção

Que à alma estranhos medos veio trazer.
Chega a tormenta. Tudo a escurecer.
Como o sol poente, se esvai a razão.


In Poesia , Assírio & Alvim, ed. Fernando Cabral Martins, Richard Zenith, 2001
Alexander Search
« Voltar