Se cuidasse que nesse peito isento
inda algum tempo minha grande dor
vos fizesse sentir, no digo amor,
seno um piadoso sentimento;

tamanho fora meu contentamento
que o mal que por vs passo, inda que mor,
sem pena, sem cuidado, sem temor,
sem queixumes passara este tormento.

Porm como, Senhora, j conheo
a vossa condio isenta e dura
no pouco que sentis o que padeo,

no h i seno queixar-me da Ventura
pois, em lugar do bem que vos mereo,
males em tanto mal me dais por cura.

Luís Vaz de Camões
[SE CUIDASSE QUE NESSE PEITO ISENTO]
Voltar