A ũa dama com quem queria andar d'amores.

MOTE

Minina fermosa e crua,
bem sei eu
quem deixara de ser seu,
se vs quisreis ser sua.

VOLTA

Minina mais que na idade,
se, para me querer bem,
vos no vejo ter vontade,
porque outrem vo-la tem;
tem-vo-la, e faz-vo-la crua.
Porm eu
j tomara no ser meu,
se vs no freis to sua.

Nos olhos e na feio
vos vi, quando vos olhava,
tanta graa que vos dava
de graa este corao.
No no quisestes, de crua,
por ser meu;
se outrem vos dera o seu,
pode ser freis mais sua.

Minina, tende maneira
que ainda no venha a ser
- pois no quereis quem vos quer -
que queirais quem vos no queira.
Olhai, no me sejais crua;
que, pois eu
quero ser vosso e no meu,
sede vs minha e no sua.

Luís Vaz de Camões
[MININA FERMOSA E CRUA]
Voltar