- Me! Vejo um rapaz to belo!
- Sol! Depressa! Deixa urna coroa de oiro nos seus cabelos...
- Me! O belo rapaz foi-se embora...
- …
- Me! Segura-me! O meu corao uma rosa sem haste...
- Sol! Depressa! Enxuga o pranto do seu rosto. 
                                                                           Mas depressa...

In O Cantar da Tila - poemas para a juventude
Matilde Rosa Araújo
Voltar