O resto é muito,
Deixai que um homem a cair de súplica
peça perdão aos vivos… não aos mortos
— esses felizes!
Talvez um dia …
lhes fale o frio…

In Paisagens Timorenses com Vultos
Ruy Cinatti
« Voltar