1. Eu tenho um colar de pérolas Enfiado para te dar: As pér'las são os meus beijos, O fio é o meu penar. 2. Se ontem à tua porta Mais triste o vento passou — Olha: levava um suspiro... Bem sabes quem t'o mandou... 3. Entreguei-te o coração, E que tratos tu lhe deste! É talvez por ‘star estragado Que ainda não m'o devolveste..
1908

In Poesia 1902-1917 , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2005
Fernando Pessoa
« Voltar