Pela manhã
No caminho da Escola
Vi sozinho
Num canteiro
Um lírio roxo...
Ai! a luz e o perfume da manhã!
E o meu rosto acabado de lavar!
E lá ficou,
Sozinho,
Num canteiro,
O meu lírio roxo,
Branco e transparente de alegria!

In O Cantar da Tila - poemas para a juventude
Matilde Rosa Araújo
« Voltar